Header Ads

Todos os pratos dos Açores estão no novo restaurante da Graça



Os sabores açorianos — do bolo lêvedo às lapas, passando pela alcatra ou até pelo ananás — estão todos no novo restaurante do Campo de Santa Clara, na Graça, em Lisboa, o Açores na Feira (da Ladra), que foi inaugurado em novembro.

Bruno Silveira tinha um sonho: aos 17 anos deixou o arquipélago dos Açores e mudou-se para Lisboa para ser uma estrela de televisão. Estudou, teve participações em programas, novelas e videoclips, mas o percurso acabou por não ter o sucesso esperado.

Pelo meio, descobriu outras paixões — a gestão e a comunicação com as pessoas. Começou a trabalhar na copa de um restaurante, passou para a sala, até se tornar num dos managers do grupo Fullest, responsável por restaurantes como o Bacalhau com Todos, o Bellalisa ou a Peixaria do Rossio, entre vários outros, em Lisboa.

Hoje, com 30 anos, decidiu arrancar com o próprio projeto. “Sempre disse que se abrisse um restaurante meu, seria um regresso às raízes. Nunca ficaram para trás, sempre mantive o meu sotaque açoriano”, conta Bruno Silveira à NiT, que o confirma. “Além disso, fazia falta um espaço em Lisboa onde se sentisse como nos Açores, onde os continentais que já lá foram pudessem matar saudades cá.”

Conseguiu até convencer os pais — Noémia, que tomava conta de idosos, e Felisberto, pedreiro — a mudarem-se para Lisboa para ajudar no restaurante. São eles que mandam na cozinha do Açores na Feira.

“Eles sempre cozinharam. Em casa havia aquelas picardias saudáveis do: ‘eu cozinho melhor do que tu’, ‘vês, assim é que se faz’. E continuam a fazê-lo agora, no restaurante.”

O que esta família prepara no espaço são especialidades tradicionais como a sopa do espírito santo (2,50€), pé de torresmo (2,50€), bolo lêvedo com manteiga d’alho (3,50€), tábua de queijos açorianos (8€) ou lapas grelhadas (14,50€). A carta, com sotaque carregado, tem ainda sandes de torresmo (3€) ou de alcatra (4,50€), além de baguetes com carne, cebola e queijo da Ilha (3,50€). A maioria dos ingredientes chega do arquipélago.

Para refeições mais pesadas, há hambúrguer de alheira (10,50€), frango frito típico (12,90€), hambúrguer com queijo da Ilha (13€), torresmos de cabinho (14,50€), espetada mista com ananás açoreano (15€), feijoada terceirense (12€), bife grelhado na tábua açoriano (18€) ou um bife de alcatra de carne regional (35€ para duas pessoas).

Se preferir peixe, escolha entre o bife de atum dos Açores (16,50€), a caldeirada de bacalhau das furnas (16,50€), a alcatra de peixe (32€ para duas pessoas), os filetes de robalo (15,50€) ou o bife de espadarte (16€), entre outros.

Fonte: NIT

Sem comentários