Header Ads

A água-de-colónia foi criada na ilha de São Miguel nos Açores e não em Colónia na Alemanha




A hoje designada água de Colónia, é um perfume que nasceu em Rosto do Cão, na ilha de São Miguel, nos Açores, em casa de Jorge Nuno Botelho, no Poço Velho, São Roque. Usava como ingrediente principal a essência da Flor de Laranjeira que era a sua componente principal desde 1582. 

Mais tarde Johann Maria Farina (1685-1766), italiano, levou a receita da sua composição, no final do século XVII para a cidade de Colónia, na Alemanha onde a firma Farina Gegenüber, começou a produzi-la.

Este Jorge Botelho foi um grande guerreiro/militar que tinha que defender a entrada de Piratas na ilha de São Miguel, desde a Praia dos Santos, Praia de Poço Velho, Praia das Melícias e Pópulo com uma Bandeira de 250 homens de armas, e recebia, 200 mil Cruzados por ano de Tença, no tempo de Dom João III, Rei de Portugal.

A água de Colónia que é efetivamente uma água de toilette, foi e é extremamente apreciada porque o seu aroma era bastante inovador, por se tratar de uma fragrância muito fresca, em contraposição aos aromas muito fortes que se usavam então.

1 comentário:

  1. Intriga-me porque motivo o tal Jorge Botelho não a denominou na altura, bem sabendo dos seus afirmados créditos!?... 🙄

    ResponderEliminar